Antes de criares o teu anúncio no Facebook tens de criar primeiro o público a quem queres que o teu anúncio apareça. Podes criar um público personalizado ou apenas definir os critérios que queres que o Facebook siga quando está a apresentar o teu anúncio a outras pessoas.

Localização: Podes definir as pessoas a quem queres que o teu anúncio apareça definindo ou excluindo algumas regiões. Por exemplo, se o teu objetivo é atrair mais clientes para a tua loja física em Lisboa talvez faça mais sentido direcionar o teu anúncio para pessoas que estão na região da Grande Lisboa. Ou se queres atrair turistas talvez faça sentido que o teu anúncio apareça para “Pessoas a viajar nesta localização”.

Idade, Sexo e Idioma: Nestas categorias consegues direcionar melhor o teu anúncio para o teu público-alvo.

Definição de público-alvo detalhada: Aqui consegues adicionar interesses que queres que as pessoas que fazem parte do teu público têm em comum.

Ligações: Além dos critérios que já definimos podes ainda acrescentar ou excluir como característica do teu público que as pessoas se relacionem com as tuas páginas, aplicações ou eventos

Criação de Públicos Personalizados no Gestor de Anúncios do Facebook

Uma das ferramentas mais úteis do Facebook Ads é a de criação de Públicos personalizados.  Através da criação de públicos conseguimos direcionar os nossos anúncios para pessoas que visitaram o nosso website, para uma lista dos nossos clientes, para quem tenha visitado a nossa aplicação ou quem tenha visualizado um vídeo nosso – entre muitas outras opções.

Para criar um público personalizado só tens de abrir uma campanha e selecionar a opção “Criar um público novo” e dentro dessa opção “Criar um público personalizado”.

Dentro da criação de público personalizado tens várias opções. Podes ser tu a dar as ferramentas ao Gestor de Anúncios para a criação do público personalizado e, nesse caso, tens 4 hipóteses:

Tráfego no site: Permite-te criar um público com base nas pessoas que visitaram o teu website. Isto é feito através da utilização do Facebook Pixel.

Lista de clientes: Aqui o público é criado utilizando, por exemplo, uma Malling list de que fazes o upload para a plataforma.

Atividade da App: Cria um público personalizado monitorizando as pessoas que abrem a tua APP.

Atividade Offline: Através dos dados de eventos offline que crias no gestor de eventos podes, por exemplo, criar um público com base em clientes que realizaram compras na tua loja física.

Ou então, podes utilizar atividades da tua página de Facebook para criar o teu público personalizado.

Vídeo: Cria um público com base nas pessoas que visualizaram um vídeo publicado por ti. Dentro desta possibilidade consegues ainda definir o teu público através do tempo do teu vídeo que visualizaram e de quando o fizeram.

Perfil comercial do Instagram: Cria um anúncio com base nas pessoas que interagiram com o teu perfil de instagram respeitando os critérios que defines – por exemplo, se interagiram com uma publicação nos últimos 30 dias.

Formulário de Leads: Aqui o público é criado com as pessoas que interagiram com um formulário num dos teus anúncios do Facebook. Podes ainda escolher o tipo de interação: Se abriram, se abriram e não enviaram ou se abriram e enviaram.

Eventos: O público inclui as pessoas que interagiram com um evento teu e podes também aqui definir o tipo de interação que te interessa incluir no público personalizado.

Experiência instantânea: Pessoas que abriram ou clicaram na tua experiência instantânea.

Página do Facebook: Público que inclui pessoas que seguem ou interagem com a tua página de Facebook.

Desta forma consegues, por exemplo, criar anúncios para pessoas que entraram no teu website, colocaram artigos no carrinho, mas acabaram por não comprar nada, convertendo um possível esquecimento numa compra.

A criação destes públicos com base em critérios personalizados é fundamental para tornar os teus anúncios mais eficientes. Definires as pessoas a quem queres que o teu anúncio apareça com critérios tão específicos e relacionados com a atividade da tua empresa ou organização vai permitir que gastes dinheiro maioritariamente com pessoas que já estão interessadas no teu conteúdo, produto ou serviço.

Criação de Públicos semelhantes no gestor de anúncios do Facebook

Através da ferramenta de criação dos públicos semelhantes vais estar a pedir ao Facebook que, com base num público já existente, crie um público novo que se assemelhe ao anterior. Por exemplo, um público semelhante às pessoas que já gostam da tua página. Desta forma o Facebook vai ler os interesses das pessoas que gostam da tua página e as suas atividades e de acordo com o critério que defines vai encontrar pessoas que se assemelhem a essas.

Quando estás a definir a “fonte de público semelhante” podes optar por “Fontes baseadas no valor” ou “outras fontes”. Se clicares em “Outras Fontes” vais poder selecionar a tua página ou outras páginas de que faças a gestão.

Se ainda não tiveres “Fontes baseadas no valor” podes sempre criar a tua. Para isso, terás de criar um público personalizado (como explicámos no artigo sobre públicos personalizados).

A criação de públicos semelhantes e de públicos personalizados é uma ferramenta indispensável para quem pretende otimizar os resultados dos seus anúncios de Facebook,+.

Leave a Reply